Lasanha de abóbora.

24 de fev de 2011

2 comentários






(Em inglês)


Eu tenho visto em blogs estrangeiros diversas receitas com abóbora,
e isso foi me dando muita vontade de comer abóbora também.
Claro que ainda vou ter que esperar pra elas entrarem na estação,
mas encontrei umas abóboras paulistas no mercado que quebraram o galho.
De mais a mais, tem chovido muito em São Paulo, e a temperatura caiu.
Ótimo pra uma lasanha!

Bolinho de banana sem farinha.

21 de fev de 2011

3 comentários


Já deu pra reparar com que frequência eu tenho bananas sobrando em casa? haha
Esse aqui é um bolinho simples, sem farinha, bem gostosinho pra café da manhã.

Pão de aveia para sanduíche.

10 de fev de 2011

1 comentários




(Em inglês)


De terça pra quarta passada, tentei fazer aquele pão sem sovar, mas infelizmente acabei queimando o pobrezinho. Tentei algumas vezes outros pães, alguns até deram certo.
Mas nada como esse aqui.
Me apaixonei perdidamente por essa receita.

Macarrão com molho de tomate.

1 comentários


(Em inglês)


Macarrão de dia de semana, feito a quatro mãos, bem simples, só com molho de tomate e pimenta calabreza. Usamos os tomates da feira da água branca, e ficou excelente!
Me inspirei no molho da Pim, e achei que tem muito mais graça que o meu molho habitual.

A saga da chimia.

6 de fev de 2011

0 comentários


(Em inglês)


Continuando com as tentativas de uma chimia gostosa e com uma cor decente (ou seja: marrom escura e não rosada), aqui vai mais uma receita.


Demorado e descomplicado.

4 de fev de 2011

0 comentários
(Em inglês)


Eu sei, dá todo um orgulho servir um pão sovado delicioso,
mas esse aqui promete ficar delicioso sem sovar.
E cá pra nós, dá uma alegria enorme dar conta de fazer coisas
deliciosas entre uma terça e uma quarta à noite.

A menina do dedo verde (trial version).

1 de fev de 2011

1 comentários


(Em inglês)


Lembram do meu bem amado pé de tomate, aquele bonitinho de tomates cereja?
Pois é...
durante as férias passei duas semanas na casa da minha mãe, e esqueci de deixar
o tomateiro na casa do namorado. Significando dizer: matei o probrezinho.
Mas pra tudo dá-se um jeito.
No meu caso, o jeito foi dado com a ajuda dessa moça chamada Juliana.
Ela tem muitas dicas interessantes pra pessoas com hortas em apartamento,
y otras cositas más.
Quando voltei das férias, ainda tinha dois tomates desse pé na geladeira,
e foi aí que resolvi plantar de novo.